O prazer de ouvir música

Segundas 21h e Domingos 3h na RUA FM

Quartas 22h, Sextas 10h e Domingos 16h na Stress.fm

10 agosto 2006

E assim foi mais um Vilar de Mouros (Parte II)


Sei que já vem tarde...mas mais vale tarde que nunca, por isso aqui vai!

No sábado começaram por tocar os Dead Combo, que mais uma vez mostraram aquilo que valem (que é...muito) e os Durutti Column, mais velhos mas com boa musica.
No palco principal começaram por tocar os M.A.U (infelizmente não estava para ver) seguidos pelos The Datsuns que mostraram as origens do Rock n' roll (anos 70). Dos TAXI não tenho nada a dizer....não gosto, mas deram o concerto que lhes era pedido, ou seja, tocar todos os seus sucessos...todos menos um, que era o mais esperado...é verdade! não tocaram o chiclete (mastiga...lalala)!! O que representou uma pequena desilusão para os fãns...
Mas o que interessam os TAXI se logo a seguir o senhor Iggy e os seus amigos The Stooges entram em palco para mandar todos os outros à merda? Pois é...mais uma vez os avós do punk/rock (e de tudo o que se seguiu) deram um fabuloso concerto fazendo inveja a todos os wanna be's que andam por aí espalhados (atenção: este comentário não é dirigido a ninguém em especial ou particular).
A noite acaba em grande com o mister Tricky! E que grande concerto....! Tricky de volta às suas melhores prestações hipnotizando todos os presentes com a sua bela musica.

A noite acabou mais uma vez com o Reagge no palco secundário e.....mais uma vez os 7 magníficos atacaram pela noite dentro, mas desta vez a noite foi inteiramente dedicada aos anos 80 (principios). Não tão intenso como no dia anterior é verdade! mas mesmo assim muito bom, mais uma noite a dançar pela noite fora!!!

O terceiro e último dia, foi marcado por sonoridades mais pesadas.
Os Cinemuerte abriram o palco secundário e posso dizer que fiquei um pouco desiludida mas não o sei explicar, talvez tenha sido o calor ou simplesmente não estava para aí virada, a verdade é que não fiquei muito impressionada com a sua prestação. Os Twentyinchburial e os The Temple vieram depois e eu não os vi, mas posso dizer que não gosto dos The Temple (mais uma banda igual a milhares que vêm directamente dos USA mas portugueses...) espero que um dia saiam desse marasmo musical. E ainda na tenda estave a banda tributo a Led Zepplin, muito bom e igualzinho tal como se queria, talvez o único momento em que a tenda esteve a abarrotar de massa humana.
O palco principal abriu com uma banda espanhola os Banda de Poi (não vi) e logo a seguir vieram os Hundred Reasons (tb não vi). A surpresa da noite (pelo menos para mim) foram os Mosh, banda portuense com um rock pesadão muito promissor e já arrastam uma legião de fãns, gostei bastante!! Os Soulfly (talvez o concerto mais esperado da noite) vieram logo depois, não os vi mas ouvi-os um pouco. O (por muitos considerado Deus...enfim) Max Cavalera deu mais um concerto cheio de garra (pela terceira vez este ano em portugal) e até vestiu uma camisola de portugal que alguém lhe deve ter atirado. A verdade á que o vi com um semblante carregado e cansado (sim porque estive nos bastidores à espera de entrevistar o dani filth) mas muito simpático. Max estás a precisar de umas férias!!!
Sim é verdade que eu fui entrevistar o Dani Filth que (para quem ainda não sabe é o dono dos Cradle of Filth) e também é verdade que não gostei nada, como sempre a ralé (imprensa sem grande importancia para eles) fica para último e o facto é que o senhor já devia estar farto de responder a perguntas e eu mais farta estava de estar à espera, seja como for não correu nada bem para mim e acho que não a vou aproveitar para o Orgasmo Mental. Em relação ao concerto gostei mas estava à espera de algo muito melhor (por onde andam os Cradle of Filth teatrais?), o som não estava bem e o Dani insistiu demasiado no mundial de futebol.....para além do recinto já estar meio vazio. Sim porque depois dos Moonspell mais de metade das pessoas foram embora. E já me esquecia de falar dos nossos Moonspell que deram um concerto fantástico e poderoso e, atrevo-me a dizer, o melhor da noite. Foi memorável!
A noite terminou com Dj's a passar o bom rock mais recente.

E assim foi mais um festival Vilar de Mouros!

Sem comentários:

Enviar um comentário